sábado, setembro 13

DO CHEFE DE ESTADO

"Não é homem de Estado, nem sabe servir o seu País aquele que julgando ter afirmado um erro, se não penitencie dele e não esteja pronto, reconhecendo-o, a seguir caminho diverso que julgue mais oportuno e conveniente."

Carlos I, rei de Portugal.
Assassinado para abrir caminho aos Bernardinos, Carmonas, Mários e Aníbales.
Saudades de um tempo que não conheci.


3 comentários:

Daniel Alves disse...

Com todo o respeito pela figura que foi, parece o Cota do Bigode

editor69 disse...

Pois parece :) ahahah

Sotero Ribeiro disse...

Também eu gostava de viver sem esses Bernardinos, Soares,.... E Anibales.