quinta-feira, dezembro 8

O POST QUE EU ADORAVA TER ESCRITO!


As dívidas não são eternas, eterno é Portugal. E Portugal, mais do que nunca, precisa de alguém que seja capaz de o representar em toda a sua dimensão.

Vocês, tumores da partidocracia, tudo quanto conseguem gerir é a vossa carreira. A gestão do país, como a gestão da dívida, estarão para sempre subjugados à gestão da vossa imagem e dos vossos caprichos; dos vossos delinquentes e criminosos programas mediático-políticos.

A leviandade com que você passou pela governação do meu país enoja-me. A falta de humildade para admitir o erro espelha bem a sua arrogância. A vaidade com que se congratula pelo que julga ter feito de positivo por Portugal, pela Europa, pelo Mundo e pela Humanidade envergonha-me. A incapacidade de arrependimento é aliás característica de um homem menor.

E você, Senhor ex-Primeiro-Ministro, é um miserável.

Para o Filipe...os meus SINCEROS PARABÉNS.

3 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Nem mais!
* Já agora, parabéns pelo "game" de hoje.

Felipe de Araujo Ribeiro disse...

Obrigado!
(Antes nao tivésse este ser alguma vez saído do Alijó, e que a unica linha a ser alguma vez escrita sobre ele fosse "Aqui jaz José, um tipo porreiro, pá.")

Carlos Alberto disse...

Execrável mesmo!!!

Mas tem desculpa, afinal ele disse que "foi assim que eu estudei" e toda a gente sabe que aos Domingos e por fax os estudos não são da melhor qualidade...